Jogos de Palavras

http://3.bp.blogspot.com/-18Yu3v4zbJI/T_YF6sXm6GI/AAAAAAAABoQ/ejVZMFuu6z8/s1600/imagem+2.jpg

Myriam Valentina

Myriam Valentina

Musique


quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010



Requiem para Luke


Atordoado e confuso
Nasci como filho de um rei
Percorri a fronteira do México
Esquivo, camaleônico e deprimido
Lia Rimbaud, Baudelaire e Verlaine
Deitado na cama chorava calado
Sentia vozes me chamando
Num lento suplício
Minha alma foi levada pelo vento
Vertigens, dramas inexprimíveis
Vocês sabem onde estão seus filhos?
Um lapso na percepção paterna e a realidade
Mendigos da própria história
Vivem em círculos repetindo falta de senso
Agora vivo entre o espaço e o tempo
Quem vai velar pelas crianças
Através das noites até o amanhecer
Quando as costas estiverem contra a parede
E a juventude lançada no profundo vazio

~Myriam Valentina~



2 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Ola Myriam
Muito muito bom esse poema de um lirismo incrível. Parabéns.
Beijos

Myriam Valentina disse...

obrigada Wanderley. Como sempre deixando aqui teu carinho. Beijos

Seguidores