Jogos de Palavras

http://3.bp.blogspot.com/-18Yu3v4zbJI/T_YF6sXm6GI/AAAAAAAABoQ/ejVZMFuu6z8/s1600/imagem+2.jpg

Myriam Valentina

Myriam Valentina

Musique


sábado, 19 de dezembro de 2009





Hoje as pessoas já não querem perder tempo com distâncias, dá trabalho. Se tivessem possibilidade teriam tudo ali num frasquinho de comprimidos. Teriam abraços e beijos à vontade. Já não acreditam no amor à distância. Ninguém quer sentir o coração apertado com a ausência; ou percorrer distância para ter aquele beijo e abraço; ou perde tempo com estes gestos, o tempo é muito curto. Mesmo sabendo que estes poderiam ser os melhores abraço e beijo que teriam. As pessoas dão voltas ao mundo para conseguir números que lhes proporcionam coisas tocáveis, onde o que importa é a quantidade. E vivemos assim num mundo vazio
Mas o amor existe em todas as partes de nosso ser, a toda hora, a todo o momento e nos faz pensar, nos dá arrepios e saudades. Porque é bom pensar no sorriso mais bonito que já vimos, naquele olhar que nos dá arrepio, na boca que nos faz perder os sentidos, nos toques, nas mãos que se encaixam perfeitamente uma na outra.

O amor nos muda por dentro, por fora, nos faz perder a cabeça; o não estar bem em lugar nenhum porque falta aquele rosto, aquele corpo, aquela voz, aquele sorriso. Ele nos faz sentir completos e com o coração cheio de alegria.
Saber que estamos diante do amor e aceitá-lo é um ato de maturidade. Viver aguardando pela presença mútua porque cada minuto que passa é menos um para estarmos naqueles braços. Ainda existem pessoas que querem perder tempo com o amor prudente, pontual, ter certeza absoluta e segurança que vai ser para sempre. E desaprende a viver cada minuto e momento deste amor que é surpreendente.

Eu penso que amor à distância funciona, mas com condição de ter a distância com os dias contados...


~Myriam Valentina~





Nenhum comentário:

Seguidores